quinta-feira, 5 de maio de 2016

EFEMÉRIDES do dia 5 de maio

 


Dia Internacional da Parteira e Dia da Cultura Portuguesa, promovido pela CPLP e celebrado em todo o espaço lusófono.
O "dia da espiga" ou "Quinta-feira da espiga" é uma celebração portuguesa que, este ano de 2016, ocorre no dia da quinta-feira da ascensão.
Santo do dia, Santo Ângelo, (Jerusalém, Palestina, Israel, 1185 - Licata, Sicília, Itália, 5 de maio de 1220), originário de uma família de tradição judaica, conta a lenda que através de um sonho se converteu ao cristianismo. Viveu uma vida de oração e penitência, passando por vários mosteiros da Palestina à Asia Menor. Mais tarde já em Roma vai para a Sicília e como sacerdote terá feito um grande trabalho apostólico de conversão de povos hereges aí existentes. Conta ainda a lenda que Ângelo certa vez ao converter uma mulher que vivia do adultério com um cavaleiro, de seu nome Berengarius, este não contente com a atitude da amante ao terminar o relacionamento incestuoso, terá mandado matar Ângelo frente à igreja de São Filipe e São Tiago em Licata na Sicília, onde foi sepultado, tinha apenas 34 anos. É celebrado o seu dia pela igreja católica a 5 de maio, dia da sua morte.
 




 

Em Portugal


1210 - Nasce Afonso III (Coimbra, Portugal, 5 de maio de 1210 - Lisboa, Portugal, 16 de fevereiro de 1279), que virá a ser rei de Portugal, cognominado "O Bolonhês".

 
 
1631 - Morre Nuno Álvares Botelho (Aldeia Galega do Ribatejo, Portugal, 1590 - Samatra, 5 de Maio de 1631), aos 41 anos. Foi um nobre português, considerado como o último grande capitão da Índia Portuguesa.
 


1632 - Morre o escritor Manuel Luís de Sousa Coutinho ou frei Luís de Sousa (Santarém, Portugal, 1555 - São Domingos de Benfica, Lisboa, Portugal, 5 de maio de 1632), aos 77 anos. Foi sacerdote católico e escritor, de entre algumas das suas obras destaque para Vida de Dom Frei Bartolomeu dos Mártires (1619), História de S. Domingos, partes I, II e III (1623 a 1678), Anais de el Rei D. João III (1628 a 1632), entre outras obras.
 
1769 - É autorizado por decreto o estabelecimento, na Lousã, de uma fábrica de papel de escrever.



1835 - Almeida Garrett cria o Conservatório de Lisboa, no âmbito da reforma do Governo Liberal. O ensino da música é dirigido pelo compositor João Domingos Bomtempo.
 
1890 - Termina o monopólio estatal português da indústria dos tabacos preparando-se a transferência para particulares.
 
1912 - Portugal participa pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Verão que se realizam em Estocolmo, na Suécia. A estreia portuguesa não foi feliz dado o falecimento do atleta do Benfica nº 296, Francisco Lázaro (Benfica, Lisboa, Portugal, 21 de janeiro de 1888 - Estocolmo, Suécia, 15 de julho de 1912), durante a maratona desse dia 15 de julho.
 
 
 
1934 - É revisto o contrato do Estado português com a Anglo-Portuguese Telephone Company, empresa que detém a concessão dos telefones de Lisboa e Porto desde 1887, permanecendo o exclusivo até 1968.
 
1986 - Há 30 anos dá-se o acidente ferroviário na estação da Póvoa de Santa Iria quando um comboio rápido procedente da Covilhã bateu na traseira de um transvia, provocando 17 mortos e 83 feridos. Segundo as notícias da época tudo se deveu a falha humana.



1986 - Há 30 anos o primeiro banco privado português estritamente comercial começa a atividade em Lisboa e no Porto.
 
1998 - É lançada a primeira edição do jornal diário 24 Horas.
 


1999 - Portugal e a Indonésia assinam, na sede da ONU, os acordos que estabelecem o direito da auto determinação de Timor-Leste.
 
2003 - O Tribunal da Relação de Guimarães ordena a prisão preventiva de Fátima Felgueiras, no âmbito do processo do "saco azul" da Câmara. É desconhecido o paradeiro da autarca
 
2004 - É inaugurada a central hidroelétrica da Barragem do Alqueva.
 

 
2006 - A escritora Lídia Jorge recebe em Bremen, Alemanha, o Prémio Internacional de Literatura "Albatros", da Fundação Gunther Grass, pelo livro O Vento Assobiando nas Gruas.

2008 - Um incêndio destrói as águas furtadas, a cobertura e o quarto piso da Reitoria da Universidade do Porto, um edifício centenário.
 
 
 
2009 - Realiza-se o primeiro exercício internacional de proteção civil em Portugal, com base num simulacro de sismo em simultâneo nos distritos de Lisboa, Santarém e Setúbal.

 





No Mundo
 

1811 - O exército aliada anglo-luso derrota a exército francês na Batalha de Fuentes de Oñoro em Espanha, batalha esta que durou de 3 a 5 de maio.
 


1818 - Nasce Karl Marx (Tréveris, antiga Prússia, atual Alemanha, 5 de maio de 1818 - Londres, Reino Unido, 14 de março de 1883), virá a ser um filósofo, sociólogo, jornalista e revolucionário socialista. A obra de Marx em economia virá a estabelecer a base para muito do entendimento atual sobre o trabalho e sua relação com o capital, além do pensamento económico posterior. Ele publicou vários livros durante a sua vida, sendo que O Manifesto Comunista (1848) e O Capital (1867-1894) os mais proeminentes.
 


1821 - Morre Napoleão Bonaparte (Ajaccio, Córsega, França, 15 de agosto de 1769 - Longwood, Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha, 5 de maio de 1821), aos 52 anos. Foi um líder político e militar durante os últimos estágios da Revolução Francesa. Adotando o nome de Napoleão I, foi Imperador dos Franceses de 18 de maio de 1804 a 6 de abril de 1814, posição que voltou a ocupar por poucos meses em 1815 (20 de março a 22 de junho). A sua reforma legal, o Código Napoleônico, teve uma grande influência na legislação de vários países. Através das guerras napoleônicas, ele foi responsável por estabelecer a hegemonia francesa sobre maior parte da Europa.
 

 
1862 - O exército mexicano derrota o exército francês na Batalha de Puebla. Este dia é declarado como feriado no dia 9.
 
1906 - O conservador Ivan Goremykin sucede ao conde Witte como primeiro-ministro da Rússia.
 
1914 - Nasce Tyrone Edmund Power Jr. (Cincinnati, EUA, 5 de maio de 1914 – Madrid, Espanha, 15 de novembro de 1958), virá a ser ator de cinema e teatro, creditado geralmente sob o nome Tyrone Power ou "Ty Power". Virá a participar em diversos filmes nos anos 30 e 50 em papeis de capa e espada ou personagens românticas.
 


1917 - Começa a publicação do jornal russo Pravda, fundado por Lenine.
 
1919 - No âmbito da Cruz Vermelha Internacional é formada a Liga das Sociedades.
 
1920 - Santa Joana d'Arc é canonizada em Roma pelo papa Bento XV.
 
 
 
1945 - Durante o Holocausto na II Guerra Mundial, é libertado o campo de concentração nazi de Mauthausen, na Áustria.
 
1949 - É adotado, em Londres, o Estatuto do Conselho da Europa, criando um Comité de Ministros e uma Assembleia Consultiva. Estrasburgo é escolhida para sede da organização.
 
1955 - Os Aliados terminam a ocupação da Alemanha Ocidental, iniciada após a II Guerra Mundial. A Alemanha Ocidental é declarada totalmente soberana.
 
 
 
1981 - Morre, na cadeia de Maze, Belfast, Irlanda do Norte, o militante do IRA Robert "Bobby" Sands, após 66 dias de greve da fome.
 
1992 - O Japão adota a semana de trabalho de cinco dias.
 
1995 - O Canadá, representando 103 países, solicita a prorrogação indefinida do Tratado de Não Proliferação Nuclear.



2003 - No Ruanda, começam a ser libertados 25 mil prisioneiros, acusados de participação nos massacres de 1994.
 
2006 - Reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a situação em Timor-Leste. As Nações Unidas asseguram que mais de 70 por cento da população de Díli abandonara a cidade.
 
2007 - O escritor angolano Pepetela recebe o Prémio Escritor Galego Universal 2007.
 
 
 
2007 - Morre Theodore Harold Maiman (Los Angeles, Califórnia, EUA, 11 de julho de 1927 - Vancouver, Canadá, 5 de maio de 2007), aos 79 anos. Foi físico norte-americano, inventor do primeiro laser (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation). Recebeu diversos prémios e condecorações pelo seu trabalho, foi ainda autor de um livro com o título The Laser Odyssey, descrevendo eventos paralelos à criação do primeiro laser.


 
2007 - O Vaticano acaba formalmente com a noção de limbo na teologia católica.

2010 - Morre a meio-soprano Giulietta Simionato (Forli, Itália, 12 de maio de 1910 - Roma, Itália, 5 de maio de 2010), aos 99 anos, a uma semana de completar um século de vida. Foi uma das grandes vozes do canto lírico italiano do período pós-guerra tendo a sua carreira começado depois da década de 1930, cantou ao lado das maiores sopranos do seu período, incluindo Maria Callas e Renata Tebaldi, tendo sido admirada pelos companheiros e público pelo seu humor, profissionalismo e carinho. Em 1966 retirou-se da vida artística continuando a dar aulas de colocação de voz. Foi a presidente da Associação Maria Callas, em Roma.
 









Texto:
Paulo Nogueira