sexta-feira, 6 de novembro de 2015

EFEMÉRIDES do dia 6 de novembro

 
Dia Internacional para a Prevenção da Exploração do Meio Ambiente em Tempo de Guerra e de Conflitos Armados.
De entre alguns santos consagrados a este dia, destaque para São Leonardo de Noblanc ou Noblat de Limoges (Norte do Loire, Gália, atual França, 491 - Noblat, França, 6 de novembro de 545) O culto de São Leonardo de Noblac, uma das devoções mais antigas dos fiéis franceses, propagou-se por todo o mundo cristão e foi reconhecido pela Igreja. A festa ocorre no dia 6 de novembro, considerado o dia da sua morte.

 

 


Em Portugal


1656 - Morre o rei de Portugal D. João IV (Vila Viçosa, Portugal, 19 de março de 1604 - Lisboa, Portugal, 6 de novembro de 1656) aos 52 anos.






1772 - O Marquês de Pombal oficializa o ensino primário em Portugal.

1919 - Nasce a poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen (Porto, 6 de novembro de 1929 - Lisboa, 2 de julho de 2004). Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões em 1999.



1921 - É destruído por um incêndio o Teatro Ginásio de Lisboa. O Teatro Ginásio ou o antigo Gymnasio Lisbonense, abre as suas portas em 17 de maio de 1848, com o drama "Paquita de Veneza ou Fabricantes de Moedas Falsas", e onde se estreia o ator Taborda, com a farsa " A Herdeira".
 


1929 - Morre o pintor naturalista e realista português Columbano Bordalo Pinheiro (Lisboa, Portugal, 21 de novembro de 1857 - Lisboa, Portugal, 6 de novembro de 1929) aos 72 anos.

1959 - É criado o Centro de Instrução de Operações Especiais de Lamego.

1975 - Há 40 anos o debate televisivo na RTP entre o líder socialista Mário Soares e o secretário-geral do PCP, Álvaro Cunhal. Soares acusa o chefe dos comunistas de querer instaurar uma nova ditadura no país. Cunhal que o considera o chefe da reação responde com uma frase que fica célebre: "Olhe que não, doutor, olhe que não...".

 

1985 - Há 30 anos, em Portugal Cavaco Silva forma um governo minoritário.

1990 - Morre o ator português Carlos Wallenstein (Ponta Delgada, Açores, Portugal, 4 de abril de 1926 - Lisboa, Portugal, 6 de novembro de 1990), aos 64 anos.

1997 - Mário Soares e Álvaro Cunhal discutem o futuro da União Europeia num programa de televisão, reeditando o debate de 1975.


2002 - Começa, em Lisboa, a demolição do Estádio José Alvalade, inaugurado a 10 de junho de 1956.



2003 - O grupo têxtil Melka encerra as duas últimas empresas em Portugal, deixando no desemprego 308 trabalhadores.

2006 - A TAP chega a acordo com o grupo Espírito Santo para a compra da Portugália, por 140 milhões de euros.

 

2008 - Cerca de 2.000 sindicalistas da CGTP desfilam até à Assembleia da Republica para manifestar o seu repúdio pelo Código do Trabalho e prometem "continuar a lutar no terreno" contra a nova legislação

2008 - Morre o pintor Raul da Costa Camelo, aos 84 anos, em Paris, onde vivia desde 1950. O pintor, natural da Covilhã, planeava uma grande exposição em janeiro na Amadora. Raul Costa Camelo expôs com frequência em França e Portugal. Os críticos de arte qualificam a sua obra abstrata como de uma "modernidade intemporal".






No Mundo


1797 - O czar Paulo I (Pavel Petrovich Romanov)  sobe ao poder na Rússia, após a morte da sua mãe, a Imperatriz Catarina, a Grande.



1814 - Nasce Antoine Joseph Sax (Dinant, Bélgica, 6 de novembro de 1814 - Paris, França, 4 de fevereiro de 1894), mais conhecido por Aldolphe Sax, viría a ser um famoso construtor de instrumentos musicais belga, conhecido por ter inventado o saxofone.



1817 - Casamento de D. Pedro I (D. Pedro IV de Portugal) com a imperatriz Leopoldina.

1854 - Nasce o compositor norte-americano John Philip Sousa (Washington, D.C. EUA, 6 de novembro de 1854 - Reading, Pensilvânia, EUA, 6 de março de 1932).

1860 - Abraham Lincoln vence as eleições presidenciais dos EUA.



1893 - Morre, em São Petersburgo, o compositor romântico russo Pyotr Ilyich Tchaikowsky (Votkinsk, Rússia, 7 de maio de 1840 - São Petesburgo, 6 de novembro de 1893), aos 53 anos.

1913 - Mahatma Gandhi é preso pela primeira vez, quando liderava uma marcha de mineiros em protesto.


1936 - Guerra Civil de Espanha. Começa o cerco de Madrid, pelas forças falangistas de Franco. O Governo republicano muda-se para Valência.

1962 - A Assembleia Geral das Nações Unidas aprova a aplicação de sanções económicas à África do Sul pela política de discriminação racial.

1968 - Começam, em Paris, conversações para a paz no Vietname.

1984 - Ronald Reagan é reeleito presidente dos EUA com 57% dos votos expressos, obtendo a maioria em 49 dos cinquenta estados, vencendo o seu adversário Walter Mondale.


1990 - A Hungria adere ao Conselho da Europa.

1991 - É apagado o último dos 700 poços petrolíferos incendiados pelo Iraque no Kowait antes de abandonar aquele território por força das armas. 

1996 - A Croácia adere ao Conselho da Europa.

2003 - A sonda espacial norte americana Voyager 1, lançada 26 anos antes, abandona o sistema solar.



2004 - Descarrilamento de comboio nos arredores de Londres, junto a passagem de nível, causa 150 feridos.

2006 - Um tribunal italiano condena a dez anos de prisão um cidadão egípcio, tido pela justiça espanhola como um dos cérebros dos atentados de 11 de Março em Madrid, por associação criminosa com o terrorismo internacional.

2006 - O escritor franco-congolês Alain Mabanckou vence o Prémio literário francês Renaudot, com o romance "Mémoires de porc-épic".


 
2006 - O Prémio Robert-Koch 2006, um dos mais importantes galardões científicos alemães, é atribuído a dois especialistas em gripe.

2007 - Uma operação contra 20 alegados terroristas conduz à detenção de 15 suspeitos em Portugal, França, Itália e Reino Unido, segundo as várias autoridades envolvidas. A Eurojust, organismo de cooperação judiciária da União Europeia, afirma que a rede pan-europeia, tem uma ligação clara à Al-Qaida e teria programado ataques terroristas em Itália, no Afeganistão, no Iraque e nos países árabes.

2008 - Paul McCartney e Barack Obama são as estrelas na entrega dos Prémios Europeus de Musica da MTV, em Liverpool, Reino Unido, uma cerimónia em que a cantora Britney Spears e os 30 Seconds to Mars recolheram mais prémios. A MTV atribuiu a título excecional o prémio "Lenda da música" a Paul McCartney, que com os Beatles colocou Liverpool no centro do mapa da música pop rock a partir dos anos 1960.
 







Texto:
Paulo Nogueira